Você está preparado para a Indústria 4.0?

Estamos passando por um momento no Brasil no qual temos a sensação de que estamos estagnados. Ouço até muitos colegas afirmarem que o país voltou aos moldes da década de 1980. Embora algumas estatísticas e dados apontem para uma brusca freada na economia, posso afirmar que é apenas uma sensação, mas no íntimo a revolução tecnológica não pára e a indústria 4.0 vem chegando forte para transformar o que conhecemos hoje em matéria de atividades industriais.

Mas o que é a indústria 4.0?

Originário na Europa, é um conceito que engloba as principais inovações tecnológicas dos campos de automação, controle e tecnologia da informação. Terá uma relação estreita com a internet das coisas, onde as máquinas poderão resolver grande parte das demandas e poderão se comunicar entre si, otimizando o tempo das empresas e pessoas.

Parece algo intangível não? No Brasil, embora atrasado em relação a países desenvolvidos, ela já vem ganhando espaço e já conheci uma gigante no mercado que fica na CIC, em Curitiba, a qual está trabalhando neste conceito e vem colhendo inúmeros resultados positivos.

Contudo, os profissionais que trabalharão nesta indústria também terão que se tornar 4.0. Parte deles a própria indústria irá formar. Outra parte as universidades terão que tomar a dianteira e formar mão de obra especializada para atender a demanda.

Outra parte ainda terá que ficar com o governo que precisará montar um plano com o foco de incentivar que as pessoas se atualizem. Neste plano é necessário que se tenha novas políticas públicas que precisam ser multitarefas e abranger várias frentes ao mesmo tempo, com coordenação maior com o mercado. Vai necessitar cobrir aspectos como talento e educação, incentivos financeiros, segurança jurídica, conectividade e cibersegurança, pesquisa e desenvolvimento.

Se você deseja abocanhar uma vaga nesta nova onda que se forma, fique atento ao perfil: pessoas multidisciplinares, conectadas com o mundo, informadas que dominem a língua inglesa como se domina a língua materna. Requisitos como dinâmica e facilidade de interação também continuarão sendo algo básico.

Ainda, se você é estudante, ou tem filhos ou familiares nesta idade e está lendo este texto, fique atento a essa tendência de mercado. Um dia, torcemos para isso, o Brasil vai sair dessa crise e serão beneficiados aqueles que estiverem preparados para as oportunidades e a Indústria 4.0 é o celeiro que se abre para o mercado.
Fonte: De Bernt