Uma nova legislação para o bem de todos

As recentes mudanças na legislação trabalhista trazem um novo cenário para o mercado de trabalho. Não me refiro aqui a questão da criação de novas vagas. Isso ainda o tempo deverá responder, embora as perspectivas neste sentido sejam positivas.

O que quero destacar é que essa mudança começa a surtir efeito no sentido de melhorar o relacionamento entre empresas e empregados e vai melhorar ainda a relação entre os próprios colaboradores.

Isto porque as mudanças estão exigindo um grau ainda maior de maturidade e profissionalismo de todos os lados. Hoje por exemplo, não dá para uma pessoa cravar uma informação de que “Quando eu fui contratado por determinada companhia, o combinado era desempenhar tal função e depois fui realizar algo totalmente fora do padrão, porque a empresa não atuava na área ou atividade a qual havia comentado no momento da contratação”.

Esse exemplo hipotético entre outros caem por terra. Hoje os profissionais, ao assinarem contratos de trabalho, têm muito mais condições de ter informações sobre a companhia e o cargo – não podendo lá na frente dizer que foi surpreendido com algo que possivelmente seja público, algo de fácil acesso e disponível gratuitamente.

Desta forma, a pessoa e empresas ao assinarem um contrato, elas têm plena consciência dos seus direitos, deveres, funções e atividades as quais devem ser realizadas na rotina de trabalho

Recentemente tive a informação de um colega que trabalha em um escritório jurídico de Curitiba, que comentou que um profissional, ao sair da organização, entrou com uma ação pleiteando coisas que não estavam em seu escopo de trabalho e pedia um valor exorbitante.

A justiça aplicando a lei vigente, não somente deu ganho de causa, como também multou o indivíduo por não ter sido transparente e tentado obter vantagens sobre a corporação.

Essa segurança jurídica fará com que empresas e empresários repensem muitas de suas práticas, deixando o mercado mais livre e ao mesmo tempo com maior credibilidade. Esse grau a mais de maturidade será benéfico para todos: empresas, colaboradores e a própria sociedade que depende e consome esse serviço.

A nova legislação traz outras formas de trabalhos, como o intermitente, por exemplo, permitindo que muitas atividades antes dificultadas a empresários e colaboradores, agora tenham melhores opções de negociação.

Sugiro que, você como profissional, prestador de serviços, empresas, procure saber mais sobre esse novo formato que está vigente. Essa informação lhe abrirá muito mais oportunidades no mercado de trabalho, pode apostar.

Fonte: De Bernt