Trabalho temporário e os perfis de contratação

O período de fim de ano é bastante promissor para quem está a procura de vagas temporárias. Isso não é novidade para ninguém. Contudo, pergunto: com tantas possibilidades em diferentes áreas você costuma enviar currículos deliberadamente? A minha orientação é ter cautela!

As vagas estão em diferentes frentes. O comércio é um grande filão, mas temos outros setores impactados e que exigem colaboradores temporários como entregadores de produtos, manobrista de estacionamento, atendente de turismo e garçons. Vagas administrativas também surgem com frequência.

Para você aproveitar intensamente esse período, minha primeira dica é: faça uma autoavaliação se perguntando: “para qual objetivo eu quero essa colocação temporária?” Sua resposta é essencial para o direcionamento do envio do currículo. Em anos de experiência vejo que são três os principais perfis de profissionais que buscam oportunidades neste período.

O primeiro deles é o profissional ‘que topa tudo’ e está a procura de algo que vai agregar ao seu financeiro, uma renda extra no final de ano. Se você está neste grupo, selecione suas melhores aptidões e monte um currículo para buscar essas vagas. Comece mandando para aquelas que ofertem os melhores salários. Afinal, sua finalidade é prestar um bom serviço com rentabilidade. Ponto!

Há também o profissional que busca experiência em determinada área. Para este o leque se afunila um pouco, mas o período é favorável para novos horizontes. Aqui, você deve valorizar muito mais o setor e a vaga a qual almeja, sem muito levar em conta o salário que se propõe, desde que esteja dentro do padrão do mercado está valendo. Afinal de contas, você deseja experiência e o bom salário virá com o tempo.

Um terceiro grupo são os profissionais que buscam uma ‘colocação permanente no mercado’. Para esses, digo que a atenção e dedicação será ainda mais aguçada. Você deve usar seus pontos fortes como ferramenta para conquistar a empresa, mostrando-se interessado por ela, por seu produto e pelos seus clientes. Tente mostrar quanto valor você consegue agregar para esta organização. Para isso, selecione as vagas e, se chamado para uma entrevista, vá munido de informações: pesquise sobre o setor, sobre a marca, suas conquistas, seus desafios, siga a mesma nas redes sociais, leia seu site. Isso vai lhe ajudar a conquistar uma vaga durante a entrevista. Se a sua pretensão é ser efetivado, então trabalhe e se dedique, ainda antes de fazer parte da equipe.

Mas uso o mesmo currículo para todos?

Para as vagas temporárias direcione seu currículo. Demora um pouco mas costuma ser mais eficaz. Inclusive, se você quiser pode deixar explícito que você só deseja prestar serviços neste período. Para tanto, informações básicas não podem falar.

O primeiro passo é a sua identificação completa incluindo telefones e perfis pessoais nas redes sociais. Isso vai ajudar a lhe localizar e também contribuir para que o recrutador possa ter uma previa do seu perfil se assim desejar.

Na sequência seja direto: diga porque deseja aquela vaga. Depois disso, entre com as suas qualificações e experiências. Caso não tenha experiência profissional, então liste seus projetos da escola, da faculdade, na comunidade ou na igreja que participa.

Por fim, fale um pouco do seu comportamento. Hoje as empresas estão usando, cada vez mais essa análise. Use essas dicas e conquiste o seu espaço no mercado de trabalho de fim de ano. Tenho certeza que você terá êxito!

Fonte: De Bernt