Afinal, o que é ser um bom profissional?

Certamente você leitor já ouviu uma expressão conhecida no mercado de trabalho que diz assim: “Existem profissionais e, profissionais”. Dependendo do contexto, essa frase quer separar aquelas pessoas que efetivamente desempenham bem suas funções e aquelas que são insatisfatórias em suas atividades.

O fato é que profissionalismo não tem meio termo. Ser reconhecido como tal, requer um conjunto de fatores, que vai desde o seu histórico profissional, passa pelas respostas para as responsabilidades que o indivíduo assume e a forma que executa as atividades, bem como também a entrega dos resultados. Tudo isso, moldado a ética no campo de trabalho.

Contudo, existem alguns fatores que fazem com que essas pessoas sejam reconhecidas pelo mercado. Peguemos como exemplo, um profissional que é extremamente competente tecnicamente. Com formação ímpar, fala idiomas e tem uma boa performance nos resultados. Isso é suficiente para ser tida como ‘bom profissional’. Não. Se o seu lado emocional for pobre, restrito, não permitindo trabalhar em ambientes onde existe questionamentos, existe um ponto dessa pessoa chegar a ‘estourar’ com colegas e trabalhadores. Certamente esse indivíduo será visto como um ‘profissional inacabado’.

Por mais competente tecnicamente ele possa vir a ser, colegas e mercado terão a ideia de que ele é imaturo e ‘pouco profissional’. Outro calo que acaba apertando no sapato é a forma de lidar com assuntos complexos. A pessoa tida como ‘profissional de alto nível’ é aquela que além dos percalços diários, também sabe lidar com crises e assuntos complexos.

Geralmente consegue manter a calma, ser assertivo e dar respostas as quais as pessoas ao seu redor conseguem se manter seguras. Isso é característica forte nos bons profissionais.

No mercado de trabalho, ser reconhecido como um bom profissional, abre muitas portas. Tanto dentro da empresa onde se atua, como para fora, no mercado que está de olho em pessoas que tragam resultados. Logo, minha sugestão é que você leitor, faça uma autoanálise de como anda sua imagem junto a colegas, pares e colaboradores.

Identificando pontos a favor, mantenha a linha e use isso a seu favor. Se encontrar pontos de atenção, não demore a buscar novas formas que o façam a ser visto como uma pessoa de profissionalismo incontestável. Isso vai contribuir diretamente para o sucesso da sua carreira.

Fonte: De Berntnt